Linfadenectomia Cervical e Esvaziamento Cervical

A Linfadenectomia Cervical, ou Esvaziamento Cervical, é o procedimento cirúrgico realizado para a remoção em bloco dos grupos de linfonodos, vasos linfáti­cos e do tecido fibrogorduroso adjacente que compõem as principais vias de drena­gem da cabeça e do pescoço. Pode ser realizado de forma total ou parcial, a depender de diversos fatores discutidos durante a consulta pré-operatória.

Este procedimento é realizado sempre com anestesia geral, para maior conforto do paciente. Além das estruturas linfáticas, podem ser removidas também outras estruturas anatômicas, como o músculo esternocleidomastóideo, a veia jugular interna, o nervo espinhal acessório, o plexo cervical superficial e a glândula submandibular.

Indicação

A Linfadenectomia Cervical, ou Esvaziamento Cervical, é utilizada para prevenir e erradicar metástases nos linfonodos regionais do pescoço. Geralmente, tais metástases têm origem em tumores malignos que acometem sítios mucosos do trato aéreo digestivo superior, em particular a cavidade oral, faringe e laringe.

Pré e Pós-operatório

Pacientes que irão realizar a Linfadenectomia Cervical, ou Esvaziamento cervical, devem comparecer a todas as consultas pré-operatórias solicitadas pela equipe médica e realizar os exames necessários. Além disso, devem seguir os cuidados básicos abaixo:

  • Não tomar AAS ou outro anticoagulante uma semana antes da cirurgia.
  • Jejum de pelo menos 8 horas.

No pós-operatório, o tempo médio de internação é de 3 dias, nos casos sem intercorrências. Nesse período, todos os pacientes utilizam o dreno para remoção de fluídos. Sintomas como náuseas, vômitos e dor podem acontecer, mas a equipe médica está preparada para prevenir e combater tais desconfortos com medicamentos específicos.  

O retorno ao consultório para reavaliação pós-operatória ocorre entre 7 e 15 dias. Os pontos e o curativo são retirados nesta consulta.

A principal restrição no pós-operatório do Esvaziamento Cervical é quanto ao esforço físico. Deve-se evitar esforços físicos intensos por, pelo menos, 4 semanas, a depender da avaliação médica.

O aspecto final da cicatriz deixada pela cirurgia geralmente é muito bom. As cicatrizes seguem as pregas cutâneas naturais e variam entre 10 a 20 cm. A exposição solar diretamente sobre a cicatriz deve ser evitada por um período de 6 a 12 meses após a cirurgia.

Conheça a equipe NICAP

Dr. Acklei Viana

CRM/SC 11656 e RQE 11538

Saiba Mais

Dr. Jalmir Rogério Aust

CRM/SC 7126 e RQE 7630

Saiba Mais

Dr. Rafael Nunes Goulart

CRM/SC 15664 e RQE 12369

Saiba Mais